Como Tirar Verniz da Roupa

Partilhe
Mãos a Pintar Unhas com Verniz

As nódoas de verniz podem ser complicadas e, infelizmente, mais comuns do que imagina. Quer seja a retocar a pintura das unhas ou a praticar alguma técnica de bricolage, os acidentes acontecem e as suas roupas acabam por estar sujeitas a desagradáveis manchas.

Preocupante? Não necessariamente! Existem alguns truques que podem ajudar a remover estas complicadas nódoas e salvar as peças mais importantes do seu guarda-roupa. Se quer descobrir quais as dicas mais eficientes, consulte os nossos Conselhos A+ e aprenda como tirar verniz da roupa!

Algodão ou Tecidos Sintéticos Conselhos A+

Nos tecidos de algodão, as nódoas de verniz podem ser removidas com acetona. Caso a nódoa esteja numa peça de algodão, consulte as instruções das etiquetas para confirmar eventuais precauções que deverá tomar e depois siga as seguintes instruções:

  1. Coloque a peça sobre um papel absorvente ou toalha, com a face da nódoa virada para o papel.

  2. Embeba um algodão em acetona e passe-o sobre a nódoa, esfregando suavemente. Deverá trabalhar sempre no reverso da nódoa.

  3. Se necessário, repita o processo. Certifique-se que vai trocando o papel ao longo das repetições para evitar que a nódoa seja transferida para outras partes do tecido.

  4. Lave a peça como habitualmente, com o seu detergente Ariel apresenta A+ habitual.

Nota: se a nódoa for demasiado grande ou se o tratamento com acetona não funcionar, uma alternativa é utilizar o mesmo processo, mas utilizando um algodão embebido em álcool ao invés de acetona.

Tecidos Delicados

Por norma, os tecidos delicados envolvem cuidados especiais na lavagem e tratamento. Se o tratamento estiver a ser aplicado num tecido de lã, seda ou outro material semelhante, deverá adotar um dos seguintes processos:

  1. Opção 1:

    Disponha a peça sobre um pano absorvente ou toalha. Embeba um algodão em acetona e passe suavemente sobre o reverso da nódoa, sempre do exterior para o interior para que não alastre para uma área maior do tecido. Lembre-se sempre de testar a acetona numa zona não visível do tecido, para evitar eventuais danos na peça. Depois proceda à lavagem da peça com detergente líquido Ariel apresenta A+ Baby.

  2. Opção 2:

    Coloque a peça sobre um pano absorvente ou toalha. Coloque um pouco de Ariel apresenta A+ Baby diretamente sobre a nódoa e esfregue suavemente. Deixe atuar durante cerca de 30 minutos para que o tecido absorva o detergente. Depois, lave como habitualmente com detergente Ariel apresenta A+ Baby.

Tecidos Coloridos

Independentemente do tipo de tecido, a acetona pode ser agressiva nas cores. Se a nódoa de verniz está num tecido colorido, adote o seguinte procedimento:

  1. Coloque a peça sobre um pedaço de papel absorvente ou sobre um pano, com a nódoa virada para o mesmo.

  2. Com um algodão embebido em álcool, passe sobre o reverso da nódoa, trabalhando sempre de fora para dentro, de forma a impedir que a mesma alastre.

  3. Trabalhe sobre a nódoa até os resíduos irem desaparecendo. Lembre-se de ir mudando o papel/pano para evitar que a nódoa seja transferida para outras partes do tecido.

  4. Lave como habitualmente, com o seu detergente Ariel apresenta A+.

Dicas gerais para tirar nódoas de verniz da roupa:

- Verificar sempre as etiquetas das roupas, para garantir que segue todas as instruções do fabricante e não corre o risco de danificar as fibras.

- Trabalhe sempre no reverso da nódoa e lembre-se de substituir o papel/pano depois de cada repetição para evitar que a nódoa alastre para outras partes do tecido.

- Após a lavagem, confirme sempre se a mancha desapareceu antes de colocar a peça a secar ou passa-la a ferro. Caso contrário, a nódoa poderá entranhar-se ainda mais no tecido.

- Ao aplicar os produtos sugeridos (acetona, álcool, detergente, etc), esfregue sempre de forma suave de modo a evitar danos nas fibras, principalmente se se tratarem de tecidos delicados.

- O tratamento da nódoa deve ser sempre efetuado de fora para dentro, para que não alastre para uma área maior do tecido.

- Por vezes, alguma persistência pode fazer a diferença. Caso as nódoas estejam demasiado entranhadas no tecido e não desapareçam, não desista de imediato. Poderá ser necessário repetir o processo.